Apresenta

Imagem do show

Festival Folk In Concert

Adquira aqui o seu ingresso www.uhuu.com

 

Festival Folk In Concert estreia em Porto Alegre
Em sua primeira edição, o evento será realizado no dia 20 de outubro, no Teatro do Bourbon Country, com shows da banda mineira Tuatha De Danann, do duo paulista Olam Ein Sof e dos gaúchos do Bando Celta.


Porto Alegre acaba de ganhar um novo festival de música: o Folk In Concert. Idealizado pela Branco Produções, o evento será realizado anualmente na capital gaúcha reunindo grupos e artistas internacionais e de diferentes regiões do país em noites descontraídas com shows no palco principal e vendas de produtos diferenciados no foyer do teatro, como bebidas, roupas e discos ligados à temática folk. A primeira edição do festival acontecerá no dia 20 de outubro, às 19h, no Teatro do Bourbon Country, reunindo três atrações: o duo paulista Olam Ein Sof, os gaúchos do Bando Celta e a banda mineira Tuatha De Danann.

“Os artistas confirmados no lineup de estreia do evento transitam na vertente da música folk, que hoje pode congregar desde a música medieval até o heavy metal, com fortes influências da cultura celta e com letras que falam de harmonia, da relação entre as pessoas e de um mundo melhor. Além da música vibrante e sedutora, os grupos trazem uma profunda reflexão sobre a alegria e a necessidade de viver de forma harmônica”, explica o produtor Carlos Branco.

O duo Olam Ein Sof será o responsável pela abertura da noite. Formado por Fernanda Ferreti e Marcelo Miranda, o grupo de São Paulo apresentará um repertório autoral único que mistura folk e metal. Em seguida, o Bando Celta subirá ao palco com um show colorido, dançante e bem-humorado, que une música celta com o novo folk. O quarteto explora as sonoridades de  diversos instrumentos com Renato Zingano Velho no violão, mandola, banjo e vocais, Caio Haag nos vocais e bodhran, Leandro Dias na gaita de foles e flautas, e Christian Feel no violino. Para encerrar o festival, a banda Tuatha De Danann, da cidade de Varginha, assume os microfones trazendo harmonias com base no heavy metal e na música celta, interpretadas ao vivo por Bruno Maia (vocais, guitarra, flautas, banjo, bouzouki e bandolim), Giovani Gomes (baixo e vocais) e o tecladista Edgard Brito.

 


Tuatha De Danann

A banda Tuatha De Danann une harmoniosamente vertentes musicais com base no Heavy Metal e música celta. Essa proposta se iniciou em 1995, um grupo formado por adolescentes com idade entre 13 e 16 anos já surpreendia a cena musical alternativa brasileira com a demo-tape “The Last Pendragon”. Pouco tempo depois, em 1998, a segunda demo, “Faeryage”, apresentava ao Brasil a tônica musical da carreira dos músicos, o Celtic Heavy Metal ou Folk Metal. Vieram os CDs “Tuatha de Danann” (1999), “Tingaralatingadun” (2001), “The Delirium Has Just Began…” (2002) e “Trova di Danú” (2004). Com esses álbuns lançados também na França e Rússia, a banda se apresentou em diversos locais do Brasil, excursionou pela França e, em 2005, tocou no maior festival de música underground da Europa, o “Wacken Open Air” da Alemanha. Nesse período, o Tuatha De Danann figurou em diversas listas e enquetes como uma das mais expressivas bandas de Heavy Metal do Brasil, e seus membros como melhores instrumentistas entre músicos brasileiros do estilo. Esse reconhecimento é resultado de composições esmeradas, criativas e festivas, criadas a partir de experimentações com instrumentos tradicionais do Rock, como guitarra distorcida, baixo, teclados, bateria e instrumentos não convencionais e da cultura celta, como bouzouk, tin e low whistle (flautas irlandesas), uilleann pipes (gaita de fole irlandesa), flauta doce e transversal, bandolim, entre outros. Após circular por diversos festivais e casas de shows do Brasil, o Tuatha de Danann registra o seu primeiro trabalho acústico: o DVD “Accoustic Live 2009”. Depois de um breve período, com seus integrantes se dedicando a projetos solos, a banda reaparece em 2015 com o esperado álbum “Dawn of a New Sun”, com os contornos Celtas inconfundíveis que consolidaram os mineiros, além de apuradas percepções musicais do Rock Progressivo e Heavy Metal. Em 2018, cada vez mais dedicados à música alinhada às culturas mundiais, um novo EP começa a ser produzido e as características celtas indispensáveis à banda dividem terreno com outros climas, dando espaço também a letras mais existencialistas. O disco, intitulado “The Tribes of Witching Souls”, foi lançado em fevereiro de 2019 pelo selo Heavy Metal Rock.

Olam Ein Sof

Duo formado em 2001, criaram um repertório autoral único e diferenciado, inspirados na música medieval, renascentista, folk, mitologias diversas e mundo etéreo. Seu nome cabalístico, Olam Ein Sof, significa o Mundo dos Infinitos, e as canções do duo traduzem sua complexidade, assim como uma união infinita e transcendente. O duo já gravou de forma independente 4 Cds autorais, 1 Cd de Cantigas Medievais e 1 DVD e fez shows e participou de festivais pelo Brasil, Colômbia, Chile, Portugal, Espanha, Itália e Alemanha.

Bando Celta

A curiosa trajetória do Bando Celta começa despretensiosa em março de 2013, como um grupo musical que tocava em pubs e que logo teve destaque em festivais de grande porte, como o Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis e o Mississippi Delta Blues Festival de Caxias do Sul. Com apresentações regulares nos estados do sul do Brasil e após tocar em eventos temáticos em Cosmópolis e Osasco (SP), o grupo começa a empreender em seus próprios eventos e inicia o exitoso projeto Feira Medieval de Porto Alegre, que em 2019 terá sua 4ª edição, que acabou se multiplicando por cidades do interior do RS, sempre atraindo milhares de pessoas. Com o lançamento do livro Os Bardos de Erin em 2018 o BC intensificou sua participação em Feiras do Livro, quando geralmente apresenta a peça teatral, realiza bate-papo com alunos e também faz seu show de música celta. O Bando Celta lançou dois CDs, Demo Celta (2013) e Bardos (2015) e o DVD Bardos 2015. Em agosto de 2018, lançou um livro, o HQ infantil “Os Bardos de Erin”, que também virou uma peça de teatro onde os músicos interpretam seus personagens e que conta com a direção cênica de Camilo Di Lelis. 

 

 

 

Teatro Bourbon Country
Quando? Ingressos:
20 de outubro/19h

Camarote R$ 130,00
P. Baixa = R$ 110,00
P. Alta = R$ 100,00
Mezanino = R$ 90,00
Galeria = R$ 70,00

 

Disponéveis na bilheteria do teatro ou
www.uhu.com

Outros showsMuito mais música para você.

Pianístico (2019)
Pianístico (2019)

19-22/set em Joinville/SC

Donald Vega no Instituto Ling
Donald Vega no Instituto Ling

26/setembro/Instituto Ling

Carlos Lyra & Wanda Sá
Carlos Lyra & Wanda Sá

02/outubro/Theatro São Pedro

SOMOS IGUAIS
SOMOS IGUAIS

12/outubro/Teatro da AMRIGS

Abba Mamma Mia
Abba Mamma Mia

01/dezembro/Bourbon Country