→ BLOG

Uma noite inteiramente dedicada ao Rei do Rock, com surpresas especiais e até a venda do sanduíche preferido de Elvis Presley, com pão de forma, pasta de amendoim, bacon e banana.
Não perca, dia 15 de outubro – domingo, na Sogipa em Porto Alegre.

saiba +

O cantor e compositor João de Almeida Neto, acompanhado de regional de choro e vários convidados especiais, lança o disco em que canta músicas interpretadas por Nelson Gonçalves na década de 50, época de ouro da música popular brasileira. Nelson Gonçalves e João de Almeida Neto são gaúchos de voz grave e potente, dividiam a paixão pela boemia e já cantaram juntos em Porto Alegre, mostrando a semelhança no timbre e na forma de cantar.

saiba +

Misturando o peso das guitarras, teclados, baixo e bateria com o som clássico da flauta, “Nossas Histórias” é um show em que Oswaldo Montenegro toca suas músicas mais conhecidas, comemorando quarenta anos de parceria com a flautista Madalena Salles.

Não perca, dia 16 de novembro, às 21h.

saiba +

Compositor e guitarrista, Guillo Espel  ja apresentou  sua obra no Teatro Colón, em circuitos oficiais e privados da Argentina e em mais de trinta países da América Europa, Ásia e Oceania.  Sua música tem sido apresentada por múltiplos solistas, ensambles e organismos do mundo. Obteve mais de 25 prêmios nacionais e internacionais e participou em aproximadamente sessenta gravações como compositor, intérprete, arranjador, diretor artístico e/ou produtor. Alejandro Guerschberg desenvolveu uma intensa atividade junto a figuras do canto e da dança, como Mora Godoy, Iñaki Urlezaga, Raul Lavie, Julia Zenko, Fernando Suarez Paz  e a  cantora alemã Ute Lemper, com quem realiza diversas giras pelo país e exterior. Colaborou com referências de seu instrumento e como solista atuou com diversas orquestras sinfônicas de seu país.

saiba +

A trajetória de André Geraissati é uma das mais emblemáticas da música instrumental brasileira. Embora envolvido com música desde os Anos 60, Geraissati surgiu para o grande público no final dos Anos 70, com o Grupo D’Alma. De 79 a 85, fez parte desse trio de violões, que tocando repertório próprio, com fortes características brasileiras, encantou as audiências do mundo todo. Com o Grupo D’Alma, André tocou nos principais festivais internacionais de jazz, estabelecendo-se com um dos grandes talentos do violão brasileiro.

Confira mais sobre o artista e o show no Instituto Ling na nossa programação.

saiba +